Em busca de mais alternativas para controlar doenças como catarata e glaucoma, muitos pacientes estão buscando informações e até apostando em tratamentos naturais. Porém, especialistas e entidades da área, como o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), alertam que essa prática pode ser prejudicial para a saúde.

Atualmente, 17% das pessoas com até 65 anos e 47% dos que têm entre 65 a 74 anos tem catarata no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO).  Já em relação ao glaucoma, a estimativa é que 1,2 milhão de pessoas são portadoras no país, de acordo com o CBO. Esses problemas são algumas das principais causas de cegueira no mundo todo.

Portanto, são doenças que precisam de muita atenção e controle, como diagnóstico precoce e tratamento correto. E ignorar isso para apostar apenas em outras opções pode ser realmente perigoso.

Por isso, entenda neste post porque o tratamento natural para catarata e glaucoma pode piorar a saúde do paciente. Além disso, veja qual é o posicionamento do CBO e a guerra judicial contra alternativas denominadas como naturais no Brasil.

 

Tratamento natural para catarata e glaucoma

 

A catarata é um distúrbio que tem cura se identificada na fase inicial. Dessa forma, o paciente tem boas chances de recuperar a visão por meio de cirurgias e tratamentos. Por outro lado, o glaucoma é irreversível. Mas, é possível retardar ou até evitar a progressão com o uso de medicamentos, cirurgias e tratamentos com laser, por exemplo.

Ultimamente, têm surgido muitas propostas de tratamento natural para catarata e glaucoma. O grande problema é que algumas delas sugerem apenas a adoção desse tipo de terapia. Ou seja, não seguir os tratamentos convencionais indicados por especialistas.

Já outras, alegam que essa alternativa é apenas para aliviar os sintomas dessas doenças e deve ser incluída no procedimento prescrito. Isto é, nunca seguir somente o tratamento natural.

 

O perigo

 

Para o CBO e outras entidades do setor, o perigo das terapias naturais é que muitos pacientes demoram a buscar ajuda médica e iniciar os tratamentos indicados para essas doenças. Isso porque eles confiam apenas nestes métodos. Desse modo, pode ocorrer a piora no quadro de saúde.

Ainda não há comprovação científica da eficácia do tratamento natural no controle e cura desses problemas oculares. Em contrapartida, também não há estudos que demonstrem se essa alternativa pode ser prejudicial à saúde quando aliada aos tratamentos convencionais.

Entretanto, as instituições oftalmológicas afirmam que não há certeza se essas terapias podem até piorar os sintomas e levar à cegueira.

 

Guerra judicial contra tratamentos naturais

 

Recentemente, o CBO e algumas associações médicas entraram na justiça contra propagandas e cursos que ensinam como fazer tratamento natural para catarata e glaucoma. E conseguiram liminares para brecar essas atividades.

Um desses métodos é conhecido como “Meir-Schneider-Self-Healing”. Da Hungria, a técnica baseia-se em massagens, exercícios de movimentação e de respiração, dentre outros, para relaxar a área. A alegação utilizada é de que o olho tem capacidade de curar-se sozinho.

 

Conclusão

 

Por fim, você viu que o tratamento natural para catarata e glaucoma pode ser prejudicial para a saúde sim. Isso porque, principalmente, faz com que pacientes retardem a visita ao oftalmologista e o início de terapias contra essas doenças.

Além disso, o método não tem comprovação científica. Ou seja, pode até prejudicar os sintomas e levar à cegueira.

 

Saúde dos olhos é um assunto que interessa você? Então, aproveite e inscreva-se para receber as novidades da área.

 

Sim, eu quero saber primeiro